Criança Mais Segura

Movimento Criança Mais Segura na Internet

.: Perguntas Frequentes


1. Como nasceu o Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?

2. No que consiste o Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?

3. Qual o objetivo do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?

4. No que consiste o Abaixo Assinado Digital?

5. SE VOCÊ FAZ PARTE DE UMA EMPRESA.

6. SE VOCÊ INTEGRA UMA ESCOLA.

7. SE VOCÊ É PAI OU MÃE.

8. SE VOCÊ É CRIANÇA OU ADOLESCENTE.

9. QUER SER UM VOLUNTÁRIO?

10. Como fazer para ter em minha escola uma palestra do Movimento?

11. Como fazer para levar até minha empresa uma palestra do Movimento?

12. Como utilizar a Cartilha, os Vídeos, dicas e orientações do Movimento?

13. Como faço para obter o Selo do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?

14. No que consistem a Cartilha e os Vídeos do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET?

15. Ter vários amigos no MSN, YAHOO MESSENGER, GOOGLE, ICQ, TWITTER, entre outros, significa que sou uma pessoa popular no meio virtual e que posso confiar minhas informações pessoais a todos esses amigos?

16. - O que acontece quando divulgo minhas informações pessoais em sites de relacionamentos, blogs e comunicadores instantâneos?

17. A Webcam pode colocar em risco a integridade de quem a utiliza?

18. - Posso participar de sites de relacionamentos do tipo Orkut, Facebook, MySpace, Linkedin e Twitter?

19. - Posso publicar fotos em sites de relacionamentos?

20. - Se alguém usar meu computador ou e-mail para praticar uma ofensa a outra pessoa, eu serei responsável? E meus pais?

21. - Qual o melhor lugar para instalar o computador?

22. - Posso fotografar quem eu quiser com a câmera do meu telefone e ainda publicar essas imagens na Internet?

23. - Mas e se eu tirar fotos minhas?

24. - Posso baixar arquivos em meu computador mesmo sabendo que eles não são autorizados ou não têm origem conhecida?

25. - Se eu encontrar conteúdo ilícito, por algum motivo, em um equipamento, devo denunciar? Como faço isso?

26. - Como eu consigo identificar um e-mail fraudulento?

27. - O que devo fazer se alguém me ameaçar digitalmente?

28. - Como a escola pode resolver conflitos ocorridos em ambiente virtual, envolvendo seus alunos e professores?

29. - A escola pode notificar um determinado provedor na Internet, caso o mesmo esteja veiculando vídeo ou foto, elaborados dentro do ambiente escolar, de maneira inadequada ou que não tenha sido autorizado?

30. - A escola pode incluir em seu Contrato de Matrícula ou até mesmo no Código de Conduta do Aluno, procedimentos referentes às condutas digitais?

31. - Como a escola pode contribuir para que seus alunos e professores possam de fato ter conhecimento do que podem ou não podem fazer com relação ao uso dessas ferramentas digitais?

 

I - SOBRE O MOVIMENTO "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"

1. Como nasceu o Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?
O Movimento surgiu através de uma iniciativa pioneira focada na importância de formar crianças, adolescentes, pais e educadores mais bem preparados para o uso ético, seguro e legal das novas ferramentas tecnológicas. É comum a ocorrência de incidentes devido à grande falta de informação sobre as leis, e por isso o Movimento traz uma integração de melhores práticas comportamentais, para se ter uma Sociedade Digital sustentável.

Foi idealizado pelo escritório Patrícia Peck Pinheiro Advogados (www.pppadvogados.com.br) e realizado pela ABA - Associação Brasileira de Anunciantes (www.aba.com.br). O Movimento também conta com a participação de diversos patrocinadores, colaboradores e apoiadores que tornaram possível a concretização deste projeto.

2. No que consiste o Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?
Este é um Movimento comprometido em disseminar idéias que possam oferecer bases para a formação de cidadãos digitalmente corretos e Instituições comprometidas com a responsabilidade social digital, através de conteúdos de capacitação, direcionados às crianças, adolescentes, pais e professores.

A primeira fase do Movimento ocorre entre outubro a dezembro de 2.009.

Através do site www.criancamaissegura.com.br, é possível:

  • Se conectar a outros sites que tratam de temas afins;
  • Esclarecer dúvidas;
  • Discutir temas propostos nos chats;
  • Baixar a cartilha de dicas;
  • Assistir aos filmes (animações) orientativos sobre casos do dia-a-dia digital;
  • Cadastrar a Escola para receber a visita do Movimento com uma palestra gratuita sobre o assunto (a primeira cidade a receber será São Paulo e demais em 2.010);
  • E participar do abaixo assinado digital para que se tenha uma disciplina de "Cidadania e Ética Digital" na grade de ensino das Escolas Públicas e Privadas.

Já, na segunda fase do Movimento, que ocorrerá em 2.010, além da continuação de todas as iniciativas lançadas em 2.009, terá ainda a realização de palestras em escolas em todo o território nacional. Haverá também um canal de Educação a Distância para formação de professores e voluntários na disciplina "Cidadania e Ética Digital" de modo a viabilizar sua implementação junto ao MEC (Ministério da Educação e Cultura).

3. Qual o objetivo do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?
O objetivo do Movimento é ensinar, formar, informar, conscientizar, capacitar crianças e adolescentes, pais e professores, com relação ao uso ético, seguro e legal da internet e de suas ferramentas tecnológicas.

4. No que consiste o Abaixo Assinado Digital?
Abaixo Assinado Digital poderá ser assinado através do site na opção "PARTICIPE DO ABAIXO ASSINADO DIGITAL". Seu objetivo é implementar na grade curricular de ensino a aula de "Cidadania e Ética Digital", para que haja sustentabilidade a longo prazo.

O Abaixo Assinado Digital já está disponível no site do Movimento. Acesse e descubra como fazer parte www.criancamaissegura.com.br/abaixo-assinado-digital.asp.

Seja você também um cidadão comprometido com a responsabilidade social digital.

II - COMO PARTICIPAR DO MOVIMENTO "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?

5. SE VOCÊ FAZ PARTE DE UMA EMPRESA preocupada com o processo de formação ético-digital de crianças e adolescentes participe deste Movimento. Dissemine esta idéia!

Entre em contato com a ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, através do site www.aba.com.br ou pelo e-mail rosa.ines@aba.com.br e saiba como fazer parte deste Movimento.

As empresas podem participar do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET" através das seguintes categorias:

  • Patrocinador Institucional;
  • Colaborador ou
  • Apoiador.

6. SE VOCÊ INTEGRA UMA ESCOLA e tem interesse em disseminar esta idéia para os seus alunos, educadores e pais basta acessar nosso site www.criancamaissegura.com.br, cadastrar a sua escola e solicitar um agendamento de data para o recebimento da palestra, que enviaremos as informações necessárias.

7. SE VOCÊ É PAI OU MÃE participe deste Movimento, acessando o site www.criancamaissegura.com.br, disseminando seus materiais de orientação e aderindo ao Abaixo Assinado Digital. Leve os conteúdos do Movimento para dentro da sua família, converse com seus filhos sobre o assunto.

8. SE VOCÊ É CRIANÇA OU ADOLESCENTE antenado digitalmente, procure saber se sua escola já participa deste Movimento e faça uso das instruções e orientações contidas no site www.criancamaissegura.com.br, na Cartilha e em seus Vídeos, compartilhe com seus amigos, crie um grupo de discussão, seja um ativista e nos ajude a formar usuários digitalmente corretos.

9. QUER SER UM VOLUNTÁRIO? O Movimento vai capacitar-lhe para que você possa levar este conhecimento à sua comunidade ou escola. Mande um e-mail para atendimento@criancamaissegura.com.br que enviaremos as informações necessárias para você se tornar um Voluntário e disseminar esta idéia.

III - USO E DIVULGAÇÃO DOS CONTEÚDOS DO MOVIMENTO "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET".

10. Como fazer para ter em minha escola uma palestra do Movimento?
O Movimento prevê para o ano de 2.009, a realização de palestras em escolas na Cidade de São Paulo. Já para 2.010, a previsão é de que estas palestras sejam realizadas por todo o Brasil.

É preciso que a escola se cadastre no Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET" e solicite uma palestra através de um agendamento que deverá ser feito no site do Movimento, na opção "ESCOLAS, SOLICITE UMA PALESTRA". Após esse cadastro a escola deverá aguardar um contato informando a possibilidade de realização da palestra, levando-se em consideração as demais escolas já cadastradas.

O Movimento também irá capacitar educadores para a realização de palestras em suas escolas. Informe-se através do e-mail atendimento@criancamaissegura.com.br.

11. Como fazer para levar até minha empresa uma palestra do Movimento?
Se a sua empresa tem interesse em disseminar esta idéia, através de uma palestra, precisa aderir ao Movimento como Patrocinadora ou Colaboradora. Para isto a empresa deve entrar em contato com a ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, através do site www.aba.com.br, ou mandar um e-mail para rosa.ines@aba.com.br.

12. Como utilizar a Cartilha, os Vídeos, dicas e orientações do Movimento?
Todos os conteúdos do Movimento são para divulgação gratuita, sem edição, pela finalidade Educacional. Por isso, pode baixar e usar. Faça o download da Cartilha "Criança mais Segura na Internet", envie-a aos seus filhos, amigos, familiares, imprima-a, divulgue-a em seus sites. Faça o download dos vídeos, compartilhe-os em suas redes sociais, exiba-os (sem edições) em sua escola ou empresa.

Seja um ativista deste Movimento! Participe do Blog, do Chat, assine o Abaixo Assinado Digital e confira em nossa programação os eventos agendados!

Se for escola ou professor, você pode usar em sala de aula, desde que o conteúdo não seja editado e que sempre haja menção da fonte que é o nome do Movimento "Criança mais Segura na internet" com o endereço do site.
Dissemine esta idéia!!!

13. Como faço para obter o Selo do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET"?
O selo é uma forma de demonstrar a participação da Instituição junto ao Movimento.

As empresas parceiras do Movimento e as demais Instituições que já possuem iniciativas similares, trabalhando pela proteção de crianças e adolescentes na internet, poderão exibi-lo em seus sites e portais, bastando solicitar o envio do mesmo através do email atendimento@criancamaissegura.com.br.

14. No que consistem a Cartilha e os Vídeos do Movimento "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET?
A Cartilha "CRIANÇA MAIS SEGURA NA INTERNET" é um pequeno manual de leitura fácil e agradável, para orientar crianças, adolescentes, pais e professores sobre as questões relacionadas ao uso ético, seguro e legal das ferramentas tecnológicas. Está disponível para download no próprio site, e há versões impressas que serão distribuídas para as Escolas e as Empresas parceiras do Movimento, iniciando-se a distribuição no dia 13 de novembro de 2009, durante o Fórum "A CRIANÇA NA INTERNET" (inserir link agenda).

Os vídeos também foram produzidos para orientação didático-pedagógica e contém ilustrações de situações do dia-a-dia envolvendo o uso da internet e dicas de como se proteger. Também estarão disponíveis para downloads nos mesmos locais acima informados.

IV - RESPOSTAS AOS INCIDENTES MAIS COMUNS

15. Ter vários amigos no MSN, YAHOO MESSENGER, GOOGLE, ICQ, TWITTER, entre outros, significa que sou uma pessoa popular no meio virtual e que posso confiar minhas informações pessoais a todos esses amigos?
Cuidado! Quantidade não é sinônimo de qualidade. Certifique-se com quem está falando. Nunca adicione um suposto amigo, sem antes, realmente procurar informações a respeito de quem ele seja. Pergunte algo que só ele saberia, pois mesmo quando você já o conhece há tempos pode ter outra pessoa usando o perfil ou nome dele, se fazendo passar por ele.

Pessoas mal intencionadas e criminosas podem tentar se aproximar através deste tipo de comunicação, apresentando-se como "amigo", e até mesmo dizendo que possui idade semelhante, para adquirirem confiança das vítimas e praticarem seus crimes.

É legal ter amigos e poder adicioná-los, mas, procure pesquisar antes qual o tipo de amigo que está querendo falar com você. Selecione suas amizades digitais.

16. - O que acontece quando divulgo minhas informações pessoais em sites de relacionamentos, blogs e comunicadores instantâneos?
Todas as pessoas que fazem parte da sua rede de relacionamentos e até mesmo as que não fazem, poderão ter acesso as suas informações, o que permitirá que você possa ser identificado e até mesmo encontrado facilmente.
Informação é essencial quando se quer praticar um seqüestro por exemplo. Por isso, evite divulgar conteúdos relacionados a rotina, endereço onde mora, endereço onde estuda, renda familiar e outras situações que possam lhe deixar exposto demais.

17. A Webcam pode colocar em risco a integridade de quem a utiliza?
Sem dúvida alguma. Quando se utiliza a Webcam para falar com pessoa que você não tenha certeza de quem seja, você corre o risco de que façam "print´s" de sua imagem e que as mesmas sejam exibidas em comunicadores ou blogs, com o intuito de tumultuar sua vida. Por isso, evite se "exibir em situações íntimas demais" perante uma webcam. Você nunca sabe onde esta imagem irá parar. O mesmo se aplica ao celular. Seja cuidadoso!

18. - Posso participar de sites de relacionamentos do tipo Orkut, Facebook, MySpace, Linkedin e Twitter?
Sim, claro! Através de redes sociais e comunicadores instantâneos é possível adquirir conhecimentos, fazer amigos, conhecer lugares e culturas diferentes, porém, é necessário ter cautela ao participar desses ambientes eletrônicos. No entanto, sempre observe a idade mínima estabelecida pelo termo de uso do serviço.

Faça bom uso destes ambientes, escolha bem em quais vai participar. Existem muitas comunidades que são criadas para denegrir a imagem de diversas pessoas e empresas. Caso participe de uma comunidade deste tipo, você e seus pais também podem ser responsabilizados. Seus pais acabam tendo que pagar a conta, pois se você é menor de idade, são eles os seus responsáveis legais.

Não participe de comunidades ou blogs relacionados a práticas criminosas ou cujos conteúdos possam de algum modo gerar danos a terceiros.

19. - Posso publicar fotos em sites de relacionamentos?
Pode, mas cuidado principalmente com fotos publicadas em poses sensuais ou em situações constrangedoras. Você poderá ter sua imagem copiada e divulgada por terceiros, tornando-se alvo de humilhações, o que poderá trazer prejuízos irreparáveis a sua reputação. Depois que um conteúdo é colocado na internet, não há mais como tirá-lo totalmente do ar. É difícil o arrependimento digital, e isso pode ficar por anos.

20. - Se alguém usar meu computador ou e-mail para praticar uma ofensa a outra pessoa, eu serei responsável? E meus pais?
Como o computador usado é o seu ou então a mensagem será enviada do seu próprio e-mail, você se torna o primeiro e principal suspeito, e muitas vezes, é difícil provar a inocência nestes casos. Pois a máquina vai testemunhar que foi você, e se sua responsabilidade não for por ação, poderá incorrer por omissão, por ter sido negligente.

Caso você ainda não tenha 18 anos poderá responder criminalmente pelo Ato Infracional praticado (no caso, um ato Infracional contra a honra, similar ao crime de mesmo nome) previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, e seus pais ou responsáveis poderão responder civilmente pelos danos causados, ou seja, terão que pagar a conta do prejuízo.

Não se esqueça de:

  • Sempre encerrar a sessão ao terminar de utilizar seus e-mails, sites de relacionamentos, blogs, etc. e,
  • Não forneça sua senha para outras pessoas, nem por prova de amor ou amizade.

Proteja sua senha, pois ela é sua identidade digital!

21. - Qual o melhor lugar para instalar o computador?
Depende de qual o grau de cultura de uso seguro do computador os integrantes da família já possuem. Independente de estarmos em uma época mais digital e tecnológica, é natural que o jovem, o adolescente, queira ousar, testar os limites, e caberá sempre aos pais orientar sobre a dose certa conforme a idade. Quando o filho já é mais responsável e respeitador das regras da casa, pode lhe ser dada maior autonomia, devido à confiança que ele já demonstrou. Mas é preciso testar e demonstrar esta confiança. Por isso, se é o primeiro computador da família, ou se quem será seu usuário não está ainda muito bem instruído sobre uso seguro, é preferível que o mesmo seja colocado em um local mais público da casa, e não apenas dentro do quarto isolado, para se ter mais acesso, (ex: sala) para que possa haver um certo controle com relação ao tempo que seu filho permanece no computador e o que ele faz durante esse período.

Não é proibir, mas sim ensinar a usar da forma correta e aprender dentro de casa, com amor e carinho é melhor do que com estranhos, na rua.

Liberdade requer responsabilidade!

22. - Posso fotografar quem eu quiser com a câmera do meu telefone e ainda publicar essas imagens na Internet?
Você não pode fotografar as pessoas sem pedir sua autorização.

Se você tirar fotos ou filmar pessoas sem autorização, estará violando o direito de imagem destas pessoas.

Evite fazer uso de imagens que você não sabe se pode dar problema, por isso, quando há autorização, tem-se a certeza de que não haverá qualquer tipo de transtorno. E mesmo estando autorizado, respeite o limite do bom senso e da boa-fé, não faça aos outros o que não gostaria que fizessem a você, não abuse do direito que lhe foi dado, não ridicularize os outros.

23. - Mas e se eu tirar fotos minhas?
Você pode tirar fotos suas e enviar a seus amigos ou colocá-las na Internet. No entanto, se você é menor de idade, precisará do consentimento dos seus pais, visto que cabe a eles verificar o que é melhor para você, mesmo sendo suas próprias fotos. Muitas vezes uma criança ou jovem não consegue ver o perigo, a conseqüência, o risco, por isso é uma responsabilidade de seus pais, e se os mesmos não são presentes na sua vida digital, podem ser responsabilizados por esta omissão. Na dúvida, pergunte antes para eles, para evitar situações desagradáveis. Compartilhe, consulte seus pais também e não só os buscadores da Internet. Pois são seus pais que estarão ao seu lado para lhe ajudar sempre que precisar.

24. - Posso baixar arquivos em meu computador mesmo sabendo que eles não são autorizados ou não têm origem conhecida?
Cuidado ao pegar conteúdos na internet, especialmente jogos, filmes e músicas. É comum os mesmos não estarem autorizados para cópia gratuita, e cabe ao titular do direito autoral permitir isso, ou não. Se você tiver dúvidas sobre a origem do arquivo, evite-o. O barato pode sair caro. Não é porque está publicado na Internet que está em domínio público (sem ter que ser pago o direito autoral). Imagine se fosse algo seu, você iria gostar que pegassem sem sua autorização? Se puder, verifique junto ao site a origem, envie um email perguntando. Tem muita coisa gratuita boa, sem riscos legais, autorizado, mas também tem muitas ilegais. É bom ter cuidado.

Pirataria e plágio são crimes!

Não pegue ou copie o que não é seu. Violar Direitos Autorais também é crime!

Quando precisar usar o que não é seu, sempre faça a menção de bibliografia, do autor, do site, da data em que estava publicado na web e de todo o material utilizado que não seja de sua autoria.

25. - Se eu encontrar conteúdo ilícito, por algum motivo, em um equipamento, devo denunciar? Como faço isso?
Caso você encontre qualquer tipo de material ilícito (ex: pedofilia, pirataria, material relacionado a tráfico de drogas, etc.) deve denunciar às autoridades para ajudar no combate a criminalidade nos meios virtuais.

Se o material for relacionado a pedofilia ou a qualquer outro crime você deve denunciar em www.safernet.org.br.

É importante você saber que se este material for encontrado na sua máquina você poderá se tornar um suspeito, por isso a denúncia ajuda a demonstrar sua boa-fé, sua intenção em que se pegue o verdadeiro infrator e que você não o está acobertando.

Caso seja um e-mail fraudulento denuncie em crime.internet@dpf.gov.br.

26. - Como eu consigo identificar um e-mail fraudulento?
Não existe uma regra para identificar e-mails fraudulentos, chamados também de phishing scam.

O ideal é adotarmos algumas medidas preventivas, para evitarmos que esse tipo de e-mail seja aberto e que transfira vírus ou capture informações suas (ex: senhas, números de cartão de crédito, outros):

  • Só abra e-mails de pessoas conhecidas e confiáveis e mesmo assim, se considerar que pode ter algo estranho, verifique o destinatário do e-mail. Cuidado com anexos, especialmente os executáveis (.exe);
  • Evite responder emails que peçam informações suas sem ter certeza da real intenção da solicitação. Em caso de dúvida, entre em contato com o solicitante por outra via (telefone, contato direto no site) para confirmar o pedido;
  • Verifique o link do destino, evite sair clicando sem checar antes se o link realmente está remetendo para o endereço que estava escrito no email;
  • Não navegue em sites que não sejam confiáveis;
  • Já existe vírus para celular assim como abordagem falsa por comunicador instantâneo, logo tenha os mesmos cuidados também nestes ambientes; e
  • Mantenha sempre a versão mais atualizada de seu Antivírus.

Já existem programas que são capazes de identificar essas fraudes eletrônicas, se puder, faça uso de um deles.

27. - O que devo fazer se alguém me ameaçar digitalmente?
Você deve imediatamente comunicar a seus pais e/ou professores para que eles possam procurar a Delegacia de Polícia mais próxima e registrarem um Boletim de Ocorrência.

É importante que você tome alguns cuidados para preservar a prova digital:

  • Guarde as imagens da tela ("print-screen") de eventual crime ocorrido;
  • Não apague os arquivos, caso estes tenham algum vestígio de crime digital;
  • Você poderá registrar uma Ata Notarial em um Cartório de Notas. A Ata notarial é um documento elaborado pelo Tabelião no qual ele descreve o conteúdo de um site, e-mail, etc. É uma espécie de certidão e é plenamente válida em juízo e,
  • Procure um advogado para lhe orientar sobre o que poderá fazer judicialmente.

28. - Como a escola pode resolver conflitos ocorridos em ambiente virtual, envolvendo seus alunos e professores?
A escola deve adotar primeiramente uma postura preventiva, orientando seus alunos e professores para o uso correto dos meios digitais, evitando assim o envolvimento desses em conflitos relacionados a internet, a privacidade e a imagem das pessoas e da própria instituição, de forma a proteger o ambiente escolar.

A escola deve enviar um Comunicado Oficial aos envolvidos e aos seus pais, elucidando os fatos e requerendo a solução do problema.

29. - A escola pode notificar um determinado provedor na Internet, caso o mesmo esteja veiculando vídeo ou foto, elaborados dentro do ambiente escolar, de maneira inadequada ou que não tenha sido autorizado?
A escola pode notificar um provedor, para que ele providencie a retirada de material não autorizado, mesmo porque, esses provedores não permitem em seu termo de uso, que material sem autorização seja veiculado. É comum o caso ser resolvido pela via extrajudicial.

30. - A escola pode incluir em seu Contrato de Matrícula ou até mesmo no Código de Conduta do Aluno, procedimentos referentes às condutas digitais?
É importante a Escola atualizar estes documentos, para que eles contenham normas e procedimentos referentes ao uso dessas ferramentas digitais, abordando a questão de filmar e fotografar dentro do ambiente escolar, da exposição de alunos e professores, da criação de comunidades virtuais relacionadas ao nome da escola, de professores ou de alunos, e também quanto ao uso de celular e demais dispositivos dentro da sala de aula.

31. - Como a escola pode contribuir para que seus alunos e professores possam de fato ter conhecimento do que podem ou não podem fazer com relação ao uso dessas ferramentas digitais?
A Escola deve ser um agente orientador, contribuindo para a propagação do uso correto das novas tecnologias.

Acesse nosso site www.criancamaissegura.com.br e descubra como disseminar esta idéia.

2010 por ABA e Patrícia Peck Pinheiro Advogados. Todos os direitos reservados.
Termos de uso